O que fazer com as emoções

Atualizado: há 5 dias



Observando uma sabedoria milenar - a mitológica sabedoria chinesa da época de Lao Tsé - que diz que temos cinco emoções básicas de onde se desdobram inúmeros sentimentos, sendo elas: a raiva, a tristeza, o medo, a repugnância e a alegria; fico refletindo sobre o fato de que a alegria é a única positiva, pelo menos aparentemente.

Quando pesquisamos com mais acuidade, verificamos que na verdade não é. Todas as emoções são em algum momento necessárias serem expressas. Transitam por nossas vidas ora mais leves ora mais densas por boa parte de nossa existência. Quando liberadas ou expressas atuam como uma combustão psíquica, quando reprimidas demais tornam-se uma patologia, dando sinal de que uma transformação é fundamental.

Por isso que alguns mestres terapeutas antigos falavam de encontrar um caminho de extravasar ou liberar as emoções para que não se tornem veneno em nossos órgão físicos e psíquicos, mas ao mesmo tempo fazer isto de uma maneira que não seja o reativo, o impulsivo, ou o possesso. Para isso é necessário desenvolver a arte da espreita. A capacidade de se tornar um observador atento de seu mundo pessoal e de seu rio de sentimentos., para desenvolver a capacidade de desidentificação das situações e fatos aos quais eles se vestem e se alimentam de nossa enerrgia vital.





CONHEÇA E PARTICIPE

DOS 

CURSOS E VIVÊNCIAS

receba atualizações em seu email 

TUMIAK PRODUÇÕES

CNPJ 23.430.519.0001.87

ENDEREÇO: RUA TOMAZ CARVALHAL 347

PARAISO - SP

CEP: 04006-000